quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

QUEBREM AS CORRENTES

Já imaginaram quantas vezes ficamos presos ao nada e por nada,e tudo só por um motivo,não temos coragem de quebrar as correntes e elas continuam extraindo de nós o que temos de melhor.
Ao longo de nossa vidas a palavra não é uma das mais ouvidas e talvez por essa razão a palavra sim tenha ficado em segundo plano,quando deveria ser ao inverso,pesquisas informam que desde quando começamos a andar ouvimos tantos não,que talvez nem continuássemos sentados,não corra,não pule,não faça isso,não grite,não,não e não,e o sim para nos motivar, quase não é pronunciado.
São muitas as oportunidades de conquistas,mas as correntes do medo,da incerteza,da acomodação,e da corrente psicológica que é uma das mais difíceis de quebrar porque as vezes é revestida pelo não vai conseguir,não é para você,é impossível,duvido, e muito mais.
Tenho um amigo que sonha em ser surfista,coleciona revistas desse esporte,diz que ainda vai pegar as maiores ondas,viaja nesse sonho, e vejam só,ele pesa cento e dezoito quilos,bebe aos fim de semana,não pratica nenhuma atividade física,assim fica difícil,ele vai ter que quebrar muitas correntes e principalmente saber que ele terá essa possibilidade,se ele quebrar a corrente da impossibilidade.
A ciência ainda não definiu nosso limite,e nós ainda não sabemos aonde podemos chegar,e quando alguém surpreende o mundo,uma grande parte atribui a sorte e desconhece ou procura ignorar os reais motivos que fizeram a diferença.
Comecem a quebrar as correntes,saiam do chão,acreditem na potencialidade e comecem a substituir o não pelo sim,e não esqueçam de quebrarem as correntes do negativismos,e acreditem nas possibilidades.

Ass.   Maninho

maninho.maninhoiscm.com.br


Postar um comentário