sábado, 22 de fevereiro de 2014

ÁREA MÉDICA

A medicina por muito tempo uma profissão de status,somente os que tinham um poder aquisitivo elevado ou influências políticas poderiam financiar e ver um médico na família,e uma grande maioria ia se formar em outros países,e quando voltavam montavam sua clínica particular,com aparelhos e técnicas modernas,com consultas e cirurgias a nível de classe A.
Hoje essa prática está ainda mais moderna,quem tem dinheiro se associa a uma cooperativa,constroem clínicas e hospitais  e a quase falida previdência,fica ainda mais comprometida com planos de adesão a essas cooperativas.
Uma  pergunta para quem tiver competência de responder,como justifica um político semi-analfabeto,ganhar dez ou quinze vezes mais do que um médico que passou anos e anos em uma faculdade para poder desempenhar uma função vital.Detalhe,nos planos do governo em financiar uma formatura para um universitário de classe B muitos desistem com medo tamanha dívida.
Até quando,todas as classes trabalhadoras servirão de base de sustentáculo para a classe política,que nos últimos anos não mostrou a nação um relatório que justificasse o que estão fazendo com dinheiro conseguido através do trabalho de milhões de brasileiros.
Existem alguns que se esforçam para fazer,e a maioria mergulha em um mar de corrupção e um paraíso de pizza,já está na hora valorizar a área médica,porque um país sem saúde não progride.
Todas as pessoas,todas.da presidenta ao morador de rua,precisa de assistência,e com a atual situação que é do conhecimento de todos,em que médicos sem condições de trabalho,porque trabalham demais,com carga horária absurda para muitos,e justamente aqueles de rede pública.
Sem saúde,somos inúteis,e inúteis não produzem,não trabalham,não governam,porque não tiram da nação essa dor de cabeça,que tornou-se crônica,em vez de importarem médicos e remédios,porque não investem na formação de mais médicos e com salários dignos de uma profissão tão especial.
O país já mostrou ser forte,distribuam as verba com uma equivalência mais racional,e tenham certeza,que com uma melhor atuação na área médica,haverá uma grande economia,da qual sobrará muito dinheiro para os políticos,e nos da base de sustentação,mesmo que tenhamos pouco dinheiro teremos uma vida mais saudável e duradoura.

Ass.  Maninho.

Postar um comentário