domingo, 2 de fevereiro de 2014

PROBLEMA SOCIAL

Hoje o maior problema social é a droga,e quando falamos de droga,começamos com a mais perigosa,a droga da dependência.é como se fosse a patrocinadora da experiência,provou,gostou,mais um.Mais um para ser para censurado,derrotado,sofrido ou excluído,porque a nossa sociedade por se envergonhar de seus problemas,os escondem,quando a lógica seria mostrar e procurar solucionar.quem tem um filho de sucesso,divulga constantemente com amigos parentes ou em redes sociais,mas se o outro é dependente,é a ovelha negra.
Não queremos e nem podemos igualar valores no caso citado,mesmo porque correríamos um grande risco,o que pretendemos é alertar,que quando a família ou amigos tomam conhecimento,em vez de tentar descobrir como e porque aconteceu,saem com uma metralhadora giratória munida de críticas e comparações.
Não vai ser colocando na balança para provar vale mais,em tal situação a balança nunca vai dar fiel,ao ler esse texto alguém vai comentar,porque se os dois tiveram o mesmo tratamento,porque que um fez sucesso e o outro caiu,e eu respondo,comparem as digitais dos dois,se forem iguais eu estou errado.
Todos nós temos grandes diferenças se uma pessoa é mais prudente a outra poderá ser mais aventureira,e se fossemos todos iguais,não teria a menor graça,seríamos uma fabricação em série,e mesmo assim alguns teriam mais durabilidade e outros iriam para assistência técnica.
Quando passamos em alguma cidade e vemos os moradores de rua dormindo em cima de papelões,quando tem papelões,expostos ao frio e ao perigo noturno,nós temos uma certeza,ele gostariam de viverem uma vida decente,os motivos porque estão la,desconhecemos,mas se mais qualificação social,seriam em menor número.
Quando falamos de droga,é sem escolha,beber,cheirar,injetar ou fumar,são formas perigosas de aventura,uns descobrem que não era o que pensava,e saem,outros perdem as forças,e como se estivessem em areia movediça,quanto mais tenta, mais afunda,e para serem retirados não é só força,precisa de muita boa vontade e perseverança,e coragem de mostrar a cara,e saber que todos esses dependentes,já foram crianças normais,porque ninguém nasce usando drogas.
Se conhecer alguém com dependência de algum tipo de droga,veja o que pode fazer por ela,mesmo que o estágio esteja bastante avançado,não existe ninguém sem recuperação,muitos já perderam a esperança,cabe a sociedade insistir em resgatar esse valores quase perdidos,e devolver aos mesmos a vida,sem essa de ultima chance,existe a chance,agora é com a gente.

Ass.  Maninho.

maninho1956@globo.com

Postar um comentário