quarta-feira, 29 de outubro de 2014

QUEM QUER, VAI

Existe uma frase bem conhecida, de quem quer vai, quem não quer manda. Parece até que quem manda, já sabe que não será feito, por isso quem quer vai. Observando de outra forma, quem não quer, não tem o direito de mandar ou pedir, não existe nenhum  direito para quem não quer, porque, por mais que seja oferecida uma oportunidade, quem não quer, se contenta com o nada.
Quem quer vencer vai a luta, administra o tempo, administra o sono, as adversidades, o imprevisível, tem o controle sobre si, e sabe perfeitamente o que quer, e o que deve fazer para conseguir.
Quem quer trabalho consegue, e fazer do trabalho, os degraus para uma escada de sucesso, o primeiro passo é a oportunidade, crescer, será o resultado de um trabalho com qualidade.
Quem quer amizades verdadeiras, o caminho mais curto, o atalho mais viável, é sem dúvida o respeito, a convicção de que lealdade é uma conquista sem intenções variáveis, quando a amizade se condiciona a detalhes exclusivos e de caráter beneficiário, não fará muita diferença entre existir ou não amizades assim. Não podemos exigir das pessoas que girem em volta do nosso mundo, essa identidade egoísta nos envolve em um manto escuro e desconhecido, com variações, que dependem de situações, ou interesses.
Quem quer, vai buscar o amor, não manda e nem pede para ninguém trazer, a imaginação de que somos  propriedades, nos destitui e nos coloca em situações vexatórias, exatamente por não valorizarmos as nossas conquistas, devemos ir sempre lutar para conseguirmos nossos objetivos, se pararmos ou tentarmos justificar com frequência nossos insucessos, seremos do clube dos perdedores.
Quem quer abre a porta, a liberdade está do outro lado, se procuramos por ela, não podemos ficar de braços cruzados, ou esperando que algum dia alguém apareça com a chave, talvez seja muito tarde, a nossa iniciativa, quase sempre é premiada com a ajuda de nosso anjo, nossa fé, nossa vontade, nosso trabalho, nossa lealdade e nossa confiança, confiança nas pessoas em que podemos realmente confiar, essa energia abrirá todas as portas para a felicidade, quem quer vai, vai respeitar, vai entender, vai amar, vai ver as diferenças e indiferenças, e vai saber identifica-las.
Quem quer vai analisar a diferença entre a razão e a emoção, o mundo de primeiro eu, é um mundo pequeno e sem luz, o mundo do meu jeito, é um mundo de quem pensa pequeno, quem pensa de forma solidária, quer e vai lutar por um mundo de todos nós, em que o eu, não seja mais forte nem mais importante, de que você, ele ,ou nós.
Quem quer vai, quem não quer, fica estacionado. Falando só, sofrendo só, criando um mundo só, sozinho, solitário, soberbo, Então queira, vá em frente, faça a diferença, e crie um mundo em não seja preciso mostrar sua importância, deixe que ela por si se apresente. Quem quer vai, então vá.

Ass.  Maninho
Postar um comentário