domingo, 2 de novembro de 2014

A MANINA E O ARTISTA

A arte da pintura continua sendo uma das maiores comunicações visuais, administrada e valorizada desde o princípio dos tempos, vem a cada dia mostrar que a pintura seja por pintores famosos ou anônimos, consagra a cada dia a arte da pintura.
Em um passado próximo era comum vermos os muros grafitados, o que para muitos não passava de riscos ou ou desenhos, era na realidade uma mensagem, na maioria de críticas e grande dificuldade de serem identificadas. Os artistas anônimos pegaram essa onda, devido tanta irritação que os grafiteiros geraram, surgiu algo novo e interessante, a pintura de grandes painéis. Utilizando espaços de paredes, muros ou viadutos, começaram a deixar suas mensagens em forma de pintura.
Pintura de variadas formas e tamanhos, com mensagens discretas ou diretas, mas em uma linguagem popular, embora em alguns casos não expressem de forma natural que sentimento exato que o quadro representa.
No quadro acima as vezes penso que a menina não está preocupada com nada, depois observo os olhos da mesma e a vejo mergulhada em sonhos ou interrogações. de olhar distante, parecer tentar entender porque está tão só.
Tenho quase certeza que o artista ver essa menina bem diferente da minha visão, porque é assim que acontece nessa arte, as vezes um quadro com um risco, vale milhões, dependendo da assinatura do autor, ou de um crítico de arte.
Assim como temos dificuldade de entender uma mensagem grafitada, torna-se difícil identificar o valor de uma arte, se não somos conhecedores do assunto.
 E me pergunto, será que quem assinou o quadro da menina no muro, se tivesse a oportunidade de estudar em uma escola de artes, possivelmente poderia ser uma revelação da arte moderna.
Assim é na lente de um fotógrafo que consegue em sua visão um ângulo perfeito, o pintor em sua arte, mostra uma  sensibilidade capaz de nos deixar confuso.
Em várias cidades do mundo inteiro, existirá sempre uma obra de arte capaz de promover um clique, e quantas pessoas passam em frente, sem tempo ou sem ideia da importância de cada quadro pintado.
Nem todos podem visitar as grandes galerias, mas muitos passam em frente a várias galerias, em que o artista deixou uma enorme contribuição para a arte.

Ass.  Maninho.

 



Postar um comentário