domingo, 2 de novembro de 2014

COISAS DO DESTINO

O destino, acreditar ou não, não será nenhuma novidade. Porque existem os que não acreditam na existência divina, e mesmo assim devemos respeitar a opinião dos mesmos, para que tenhamos o direito de sermos respeitados também. Embora as evidências sejam claras, alguns querem provas maiores. Imaginem acreditar no destino, quando as Moiras, que na mitologia grega, eram as três irmãs que teciam o fio da vida, e que tinham o poder de tirarem ou acrescentarem qualquer coisa referente a vida, na época eram temidas e respeitadas, e ninguém questiona sobre o poder das mesmas.
Hoje já desenvolveram no campo das explicações, uma justificativa para quase tudo. Eu acredito no destino, e se você não acreditar, eu também acredito em você. Nem toda explicação convence, e temos a liberdade de escolha, e é normal escolhermos sem termos de nos preocupar com a opinião dos outros, porque se ficarmos pedindo opinião com frequência, isso diminuirá nossa personalidade, causando dependência.
Já ouvi de várias pessoas o seguinte: meu destino eu mesmo traço. E até certo ponto quem pensa assim pensa de forma correta, desde que o seu destino seja programado, em que possa escolher a companhia aérea, para qual cidade vai viajar, em que hotel vai ficar hospedado, e de quantos dias será a viagem, esse tipo de destino, você mesmo traça. E a turbulência, a falha na turbina, a aterrizagem forçada, você programa? Tem coisas boas, nessa viagem você fez uma compra em um centro comercial, e ganhou um cupom para concorrer ao sorteio de numa Ferrari, e ganhou com um cupom apenas, destino programado? Sim. Mas não por você, não vou afirmar que foram as Moiras que programaram, e é justamente por isso que eu acredito que o nosso destino nasce com a gente.
As vezes as pessoas se inspiram nas outras, se dedicam até mais ainda,e umas conseguem com naturalidade, e outras conseguem com o dobro do esforço,e nem sempre com a mesma qualidade.
Os fios da vida estão sendo traçados, por alguém que não lhe avisa, como nem quando será, que vai acontecer, é por isso que nunca estamos preparados.
Contribuir para um destino melhor é possível, quando e o tipo de destino que podemos escolher e programar, caso contrário, esteja na terra ou no ar, você estará por um fio,o fio que o destino teceu.
Pessoas que não lutam por objetivos, que desistem facilmente, que não acredita na possibilidade de vitória, porque alguém já tentou e fracassou, pessoas assim, costumam culpar o destino,e esquece que pode fazer sua escolha, mas culpar o destino para justificar possíveis fracassos, será mais fácil,o destino não vai poder se defender, ele existe, é notado, mas é invisível, e talvez nem se pronuncie, porque esse é o destino dessa pessoa.

 


Ass. Maninho.
Postar um comentário