domingo, 2 de novembro de 2014

Não precisamente que tenha sido por esse motivo, mas não descartamos a possibilidade , de que uma das maiores injustiças cometida pela humanidade, deva-se a um erro de interpretação. Quando anunciaram o nascimento de um novo rei, se apressaram em persegui-lo com tanta ira, que ficaram surdos, nem ouviram ela falar, que o reino dele não era desse mundo, e a continuação dessa história a maioria conhece.
Ora, se o reino dele não era desse mundo, e ele só pregava o amor e a igualdade, que ameaça ele podia trazer? Entre muitas interpretações, uma se destaca. É que ele com o seus ensinamentos, poderia tirar dos poderosos reis, a concentração do poder, esse era o motivo, porque em nenhum momento, ele demonstrou interesse pela prata ou pelo ouro.
Nota-se que interpretações apressadas, e com base de defesa de interesses próprios, já é uma prática antiga. Interpretações e questionamentos, continuam em atividade em todas as classes sociais, em que vão desde os tribunais, onde as leis são interpretadas com base em uma constituição, até as camadas mais simples, que costumar interpretar com emoção, e nem sempre com os princípios ou conhecimentos fundamentados na razão.
Uma sentença é decidida no resultado das interpretações,significando que, um mesmo processo, pode ter interpretações diferentes.
Interpretar, carece de conhecimento e lisura, promovendo uma decisão sem intenção beneficiária, caso contrário, fica estabelecida a falta de transparência.
Em interpretações teatrais, tem um script, e tem como objetivo passar uma mensagem, ou promover um entretenimento, já na vida real, é bem diferente, as interpretações não podem sofrer influências, para não provocar danos.
Portanto interprete não pensando em você, pense que muitos já sofreram e continuam sofrendo, por uma possível interpretação errada em um passado distante.

Ass.  Maninho.

,

Postar um comentário