terça-feira, 23 de dezembro de 2014

HOJE E AMANHÃ, NEM SEMPRE

    Se fosse hoje amanhã e sempre, seria um desastre, porque em qualquer situação benéfica ou não, a certeza da permanência tiraria nossa motivação. Precisamos sim, de situações favoráveis e adversas para dar continuidade ao nosso processo de desenvolvimento.
    A sabedoria de valorizar o hoje, cria perspectivas de que o amanhã seja melhor, no caso de hoje e amanhã, nem sempre, entramos no contexto de que não há bem que seja para sempre, nem mal que nunca se acabe, e isso nos traz a certeza de que, nem a felicidade nem o infortúnio sarão permanentes em nossas vidas.
    A opção de dar a vida motivos para que ela nos abrace, é um dos principais fundamentos para a nossa felicidade, e ela não tem em lojas de departamentos. Ainda bem que existe o nada é para sempre, isso ou aquilo, ruim ou bom, também acaba. O processo de renovação tem como base o hoje, o erro da acomodação, é diretamente responsável para antecipar o fim de um bom momento, exatamente porque pensamos que temos o controle total sobre algo ou alguém, e pensando assim, esquecemos que não é só da continuidade que precisamos, inovar e aprimorar é uma exigência básica para quem deseja avançar em suas conquistas.
    O tempo na velocidade da luz, ou mais rápido ainda, exige to todos nós uma atitude, e qualquer uma não serve, tem que ser daquelas que fazem a diferença, isso é que distingue os que avançam e os que param. Esperamos a felicidade, pedimos sorte, queremos sucesso e reconhecimento, e qual o sacrifício que fazemos para que isso aconteça? Que tipo ação estamos colocando em prática? Se não houver uma doação, e ficarmos esperando que aconteça, só porque pedimos e entendemos que merecemos, pode ser frustante e termos que esperar por muito tempo.
    Hoje e amanhã, nem sempre, tenha certeza disso, então faça com que, pelo menos o hoje, seja um hoje de verdade e proveitoso, assim o amanhã não será para sempre, mas existirá amanhã.

    Ass.  Maninho.
Postar um comentário