sábado, 3 de janeiro de 2015

SÓ POR ALGUNS MINUTOS

          As comemorações para o fim de ano, é o assunto mais comentado no momento. Com qual roupa vai sair, o que vai comprar, ou aonde e com quem vai estar, isso é maravilhoso, essa energia que invade as pessoas, parecendo até que a data é responsável por tanta felicidade, mas por mais estranho que pareça ser, essa felicidade vem se acumulando pelo ano inteiro.
          A ansiedade para que os ponteiros se unifiquem e que os sinos iniciem as badaladas da meia noite, para que as pessoas possam festejar a chegada de mais um ano. Os fogos de artifício começam a colorir o firmamento, é um convite para olhar para o alto, mas o show não vai demorar muito. Em instantes as estrelas voltam a brilhar seguindo suas trajetórias naturais.
          É o show foi só por alguns minutos, assim iguais a tantas outras comemorações terminou. as pessoas aos poucos se voltam para outras atrações. Mas e você? Não está esquecendo de nada? É uma maravilha chegar ao fim de de mais um ano. ´Só por alguns minutos, mergulhe em você. Durante todo o ano, ou todos os anos, você comemora, rir, dança, canta, conseguiu conquistas, mas não se lembrou de agradecer. Sabe até as derrotas, se as olharmos com atenção, elas podem ser comemoradas, porque elas nos prepara para a vitória. Repouse em você, só por alguns minutos, e aquela bronca foi merecida, aquele abraço também foi. E se a bronca tiver vindo de quem lhe abraçou, duplique o agradecimento, porque quem ama corrige, orienta, acompanha, faz até chorar, para ver o sorriso no futuro.
         A família é o maior e melhor exemplo. Papai ou mamãe chamou para uma conversa séria, para não não se arrepender depois, escuta o que eles vão falar, pode até acontecer que já sejam conceitos superados, mas a preocupação e o amor é atual. A família, agradeça a ela e por ela, até o que parece ser injusto, depois que o tempo passa, a gente entende o porque das ações ou correções.
         Agradeça pela a sua vida, pela vida de alguém, agradeça pelo o lar, pelos amigos, pelo que conseguiu, mesmo que tenha sido pouco, mas foi uma conquista, agradeça por ela.
          Só por alguns minutos eleve seu pensamento, fale com o Deus que você acredita, diga que está agradecido por tudo, e peça para continuar merecendo a sua bondade, nem que seja só por alguns minutos, faça uma prece para seu inimigo, se por acaso tiver algum, peça felicidade para aquela pessoa que em um dia qualquer do ano, lhe aborreceu, agradeça por ter a coragem de fazer esse sacrifício, pedir o bem para quem lhe fez o mal, não se envergonhe por isso, nem precisa comentar com ninguém.
          Fale só com ele, não precisa nem falar, pense que ele lhe escuta, mas seja verdadeiro, porque ele sabe do seu coração, na hora de pedir e agradecer, nem que seja só por uns minutos,seja verdadeiro. Sabe é normal em fim de ano as pessoas ficarem mais emotivas, um telefonema, um abraço, são motivos de lágrimas, não é vergonhoso chorar, a lágrima é um sentimento puro, mergulhe em você, e se as lágrimas vierem, não importa, eleve os olhos para o firmamento, fale o que sente, agradeça por tudo, por tudo mesmo, faça as pazes com a paz.
        Não tem problema voltar para as comemorações, mas não esqueça de agradecer, e quando fizer, faça de de coração puro, nem que seja só por alguns minutos.
       

         Ass.  Maninho.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

NATUREZA E VIDA


 A humanidade que milhares de anos traz desconforto a natureza, ainda não entendeu o quanto ela é resistente, o que ela consegue construir em muitos anos, em poucos minutos é destruído e com uma naturalidade impressionante. Quantas árvores são mortas para abrigarem vidas, não paramos para pensar sobre os efeitos da causa, parece até uma forma egoísta de uma geração não se preocupa com a geração futura, as mudanças climáticas e suas influências no planeta, são decorrências de ações desastrosas da humanidade.
Essa guerra milenar, da humanidade contra o reino vegetal, continua sem uma explicação que convença. Sabemos que existem órgãos e pessoas lutando a favor dos vegetais, mas já estão quase perdendo as forças devido a desproporcionalidade existente nessa luta. Nós humanos com nossa inteligência progressiva, já poderíamos ter encontrado alternativas para diminuir a matança das árvores, e tentar com isso voltar o equilíbrio da natureza.
Observando a fotografia a direita, podemos imaginar o quanto essa árvore sofreu. Mas a natureza e a vida são parceiras eternas, por mais incrível que pareça, essa árvore morta abriga a vida para uma colmeia da jatai, nos mostrando que mesmo morta ainda promove a vida. Imaginem o tamanho que tinha essa árvore, e se vida tivesse, quantas espécias de abelhas e animais ela poderia abrigar, até quando precisaremos continuar com esse massacre? Quando será que as leis serão modificadas e aplicadas para que a natureza seja preservada? Toneladas e toneladas de árvores cortadas diariamente, desmatamento feito de forma irresponsável, e uma política de reflorestamento deficitária. Ingazeiras, marmeleiros, juremas, trapiás, pau pereiro, sabiá, pau ferro, pau branco, catingueira, mororó, juazeiro, e tantos outros não citados, que saíram  de suas florestas naturais, deixando de doar sombras, flores e frutos, para arderem em fornos industriais porque são de baixo custo.
Mas um dia o custo por falta de preservação, será muito alto. Natureza e vida, uma parceria ameaçada pelo brutal descontrole entre a humanidade e a natureza. Hoje vemos ninhos feitos em postes, em fios, em faixadas de lojas e residências, não pensem que os pássaros estão fugindo das matas para ficarem perto de nós, na realidade eles estão migrando para sobreviver, as matas estão acabando, ou melhor, estão acabando com as matas, a flora e a fauna estão em ameaças constantes, e agora? Quem vai lutar contra esse sistema insensível e capitalista? O guardião da floresta sozinho não vai conseguir.
A colmeia de jatai vai estar lá, até o dia em que aparecer alguém que pense que ela fez muito mel, e aí terminam de destruir o que aquela árvore ainda representa, a vida para aquela colmeia, aqui vai uma informação, não se desgastem tentando encontrar o mel, ela é um tipo de pouca produção, observe antes o tamanho dessas abelhinhas, imagine o quanto elas trabalham, a sorte que tiveram em encontrar vida em quem aparentemente estar morta, essa árvore, pode não ter raízes, galhos, folhas, flores e nem frutos, mas ainda tem vida, vida dentro dela, respeite seus últimos momentos, permita que a natureza e vida possam continuar essa parceria, e você com certeza estará contribuindo para um mundo melhor, provando que a humanidade, se quiser pode construir um mundo melhor.

Ass.  Maninho.

INIMIGO MEU

Inimigo meu, tenha medo sim, ele não apenas não estar por perto, ele está dentro de nós. Derrota-lo não é fácil mas é possível, sabe porque? É simples, temos todas as armas conosco, só precisa coragem e sabedoria para usa-las.
Se sabemos, que determinado comportamento atrapalha nossa vida profissional, você tem o inimigo, o comportamento inadequado, e você também tem a arma, a atitude. A falta de atitude, é um fator determinante para a derrota.
O mais intrigante é que na maioria casos conhecemos os pros e os contras, e perdemos para nós mesmos, por falta de atitude. Veja um exemplo: Eu sou um maratonista,mas também gosto de cantar, acontece que eu fumo dois maços de cigarros por dia, mas isso não afeta meu desempenho agora, quando começas a me ofender eu paro de fumar. Ei, não é tão fácil assim, parar de vez vai ser muito difícil, já que tem a consciência de que futuramente  isso vai lhe ofender, deveria começar agora, fumando menos dois cigarros por dia, e todo dia. Assim com certeza vai vencer essa dependência.
Eu sei, que a minha falta de pontualidade, e o difícil relacionamento no trabalho, estão tirando de mim as oportunidades de promoção, mas não consigo acordar mais cedo, nem ouvi isso. E o sonho de conseguir suas realizações pessoais, ficam aonde? Tome uma decisão, faça enquanto suas energias estão ativas, o tempo passa, e é natural que as energias diminuam gradativamente, assuma uma postura de quem quer vencer na vida, vai deixar o inimigo lhe vencer, lhe enfraquecendo com essa história de muito sono e pouca vontade? Você tem uma ferramenta que faz ele tremer, a decisão, decida a seu favor, se reforce com a atitude, e mande construir uma vitrine para expor as medalhas de suas conquistas.
Os estudiosos e pesquisadores, afirmam que somos o resultado do que pensamos, automaticamente se pensarmos com qualidade, seremos um produto de qualidade, nossos sonhos são um tipo de energia que nos movimenta, por isso devemos sonhar o melhor e com o melhor.
Destrua seu inimigo, ele está oculto, e só vai se pronunciar se der chance a ele, mas você, munido de energia, atitude, entusiasmo, dedicação, esperança, persistência, vontade, sabedoria, experiência, com todas essas ferramentas, ainda tem medo de ser vencido? Isso mesmo, tudo que queríamos ouvir, nada vai lhe deter em sua caminhada vitoriosa.
Algumas pessoas apenas esquecem que são possuidoras desse arsenal, e por alguns instantes desistem, precisa que alguém soe as trombetas e anuncie que é hora de acordar e ir a luta para vencer. Pense forte, pense alto, pense planejado, e saiba que que todos nós somos resultados do que pensamos, seu inimigo também pensa: Ele pensa que você vai parar de pensar, que vai se acomodar, e vai ficar na mesmice, consolide sua vitória, pense mais forte e mais alto ainda, enquanto você aumenta sua força, ele diminui a dele, não faça parte do filme ( vou deixar para depois) ele não ganhou nenhum Oscar, o elenco vencedor fizeram o filme, ( a hora é essa).
O tempo passa, as oportunidades passam, você passa, mas suas vitórias ficam na história, e se elas passarem serão de gerações em gerações.

Ass.  Maninho.

IGUAL OU DIFERENTE

A família é o primeiro bloco concretado para a nossa base de sustentáculo, e sabemos que é principalmente de pais e mães nossas maiores inspirações. E não adianta depois querer justificar que o pai ou a mãe é diretamente responsável, porque nem sempre os seguimos como referência.
Conheço pessoas que sofreram maus tratos nos tempos de criança, e isso foi justamente a motivação para conseguir vencer na vida, muitas pessoas decidiram que seriam extremamente diferentes, porque não podiam cometer as mesmas injustiças que sofreram.
Ser igual ou diferente, vai depender muito da personalidade de cada pessoa, a inspiração nos pais seja de forma pessoal ou profissional, traz uma referência sobre a admiração, mas também em alguns casos de negligências, muitas pessoas aprenderam com o sofrimento, que não é preciso seguir caminhos duvidosos.
A família é o primeiro berço, o mundo é o berço seguinte, e vencedores e vencedoras sempre abdicaram das desculpas e justificativas para seguirem seu próprio rumo. Não se espelhem em espelhos quebrados, porque eles não vão refletir com exatidão a luz suficiente para uma história de sucesso.
Lembramos que o seus atos poderão sofrer influências, e é importante deixar a razão falar mais alto que a emoção, aprenda com os erros e acertos, e não se prenda as derrotas e depois justificar que foi por essa ou aquela pessoa, vai chegar o momento em que as pessoas não  darão crédito as suas explicações.
Sermos igual ou diferente de nossa família, vai depender de cada um de nós, e na verdade é essencial que essa diferença seja por uma causa positiva, assim a cada mudança servirá de incentivo para as pessoas, com a certeza de que existem muitas histórias de início triste e final feliz,
Exija de você mesmo uma atitude, nunca acompanhe o bloco dos derrotados, o mapa da vitória está dentro de nós, e cada um de nós temos que identifica-lo e procurar transformas as adversidades em forças motivacionais, quem desejar cruzar a linha de chegada, não pode desistir no primeiro obstáculo, se cair, levante-se e saiba que terá de aumentar a velocidade, para recuperar o tempo que perdeu. A vitória é possível, principalmente para quem acredita nela.

Ass.  Maninho.

domingo, 28 de dezembro de 2014

AMOR E SOLIDÃO

É fim de tarde, os últimos raios solares se escondem atrás das montanhas, um sinal em que o dia está se despedindo, e a noite vai assumir seu posto. As estrelas tiraram uma folga, nenhuma a vista. A noite em tom cinza vai aos poucos se apresentando e mudando o clima. Uma pequena neblina começa a cair, e o vento frio vai entrando de mansinho no quarto, uma jovem vai até a janela e a abre por completo, quer sentir o ar tocando seu corpo e ver as luzes refletidas nas folhas molhadas, de uma árvore próximo a sua janela.
A neblina se transforma em chuva, e já não basta fechar a cortina porque o vento é forte demais. A chuva fica forte e ela precisou fechar a janela, em pouco tempo já era um temporal, ela observava pela vidraça os raios que cortavam o céu, e os trovões que faziam tremer o lustre do quarto. A árvore que antes era apenas tocada pelo vento, agora sofria com a sua força, o mesmo retorcia seus galhos sem a menor compaixão, parecia até que ela pedia socorro a Zeus, o Deus da chuva, pedindo para ela amenizar a tempestade.
A moça que antes admirava a chuva, agora também estava com medo e pedia a Deus para ela diminuir, e sem saber se seria atendida ou não, adormeceu. No dia seguinte, o sol foi se encontrar com as estrelas, não apareceu, e o dia ficou romântico e melancólico. Nesses dias assim a saudade e a solidão visitam muitas pessoas, e com essa jovem não foi diferente, recebeu a visita das duas.
Sozinha em seu quarto, pensava: De que adiantou tanto amor se não era verdadeiro, e agora estou aqui solitária, e vejo que nada valeu a pena, me doar, ouvir lindas promessas, e hoje só saudade e solidão, abri uma janela em meu coração, o amor entrou, brincou e foi embora, e nem sentiu minha falta.
Vou fechar a janela do meu coração e nunca mais vou permitir que ela possa se abrir novamente. A chuva voltou a cair, e ela pensou: Talvez a noite que passou queria me ensinar sobre a vida, a neblina se transformou em chuva e a chuva em tempestade, a princípio abri a janela para sentir o ar frio da chuva, e depois tive que fecha-la para me proteger, até a árvore que antes era só tranquilidade, sofreu muito com a força do vento.
Mas passou a tempestade, e agora eu e a árvore podemos estamos sem grandes perdas, sabe, ao invés de fechar a janela do meu coração, vou criar uma segunda janela, se um amor aventureiro entrar, e vasculhar o que deseja, vai sair, não vai saber que existe outra janela, mas se for um amor verdadeiro, vai ficar, vai me amar de verdade e me fazer feliz, aí então quem sabe ganhe o merecimento de conhecer e entrar na segunda janela.
O medo de amar, é a oportunidade que a solidão espera para casar com a gente, a queira só como conselheira e nunca uma parceira, o amor é o sentimento mais puro que existe, com a certeza de ele vive procurando alguém para fazer feliz, não vamos desistir de encontra-lo, se a solidão, a tristeza, baterem a sua porta, as receba, e as trate sem rejeição, porque o mor poderá está acompanhando as duas, e a grandeza de seu coração vai conquista-lo.
Se a solidão é um punhal agudo, o amor verdadeiro será seu escudo, e não sabemos quando ela vai chegar, só sabemos que quando ele chegar, poderemos dar adeus a solidão, mas sem esquecer que ela foi muito importante para os nossos momentos de reflexão, e que muitas as vezes ela chega para nos ensinar, e nos valorizar.

Ass.  Maninho.