quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

IGUAL OU DIFERENTE

A família é o primeiro bloco concretado para a nossa base de sustentáculo, e sabemos que é principalmente de pais e mães nossas maiores inspirações. E não adianta depois querer justificar que o pai ou a mãe é diretamente responsável, porque nem sempre os seguimos como referência.
Conheço pessoas que sofreram maus tratos nos tempos de criança, e isso foi justamente a motivação para conseguir vencer na vida, muitas pessoas decidiram que seriam extremamente diferentes, porque não podiam cometer as mesmas injustiças que sofreram.
Ser igual ou diferente, vai depender muito da personalidade de cada pessoa, a inspiração nos pais seja de forma pessoal ou profissional, traz uma referência sobre a admiração, mas também em alguns casos de negligências, muitas pessoas aprenderam com o sofrimento, que não é preciso seguir caminhos duvidosos.
A família é o primeiro berço, o mundo é o berço seguinte, e vencedores e vencedoras sempre abdicaram das desculpas e justificativas para seguirem seu próprio rumo. Não se espelhem em espelhos quebrados, porque eles não vão refletir com exatidão a luz suficiente para uma história de sucesso.
Lembramos que o seus atos poderão sofrer influências, e é importante deixar a razão falar mais alto que a emoção, aprenda com os erros e acertos, e não se prenda as derrotas e depois justificar que foi por essa ou aquela pessoa, vai chegar o momento em que as pessoas não  darão crédito as suas explicações.
Sermos igual ou diferente de nossa família, vai depender de cada um de nós, e na verdade é essencial que essa diferença seja por uma causa positiva, assim a cada mudança servirá de incentivo para as pessoas, com a certeza de que existem muitas histórias de início triste e final feliz,
Exija de você mesmo uma atitude, nunca acompanhe o bloco dos derrotados, o mapa da vitória está dentro de nós, e cada um de nós temos que identifica-lo e procurar transformas as adversidades em forças motivacionais, quem desejar cruzar a linha de chegada, não pode desistir no primeiro obstáculo, se cair, levante-se e saiba que terá de aumentar a velocidade, para recuperar o tempo que perdeu. A vitória é possível, principalmente para quem acredita nela.

Ass.  Maninho.
Postar um comentário