terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

INSATISFAÇÃO, UM MONSTRO ENTRE NÓS

     Esse monstro de boca enorme, sempre querendo e querendo mais, é a insatisfação. Ela é a maior coletora e distribuidora de infelicidades, e talvez o maior elo de ligação entre as pessoas e os demônios, justamente por não ver os motivos que deveriam ser de satisfação e felicidade.
Esse monstro chega até nós mansinho e de forma desapercebida, as vezes, até finge que nos ajuda, nos motivando para conseguirmos alguma coisa, quando conseguimos, vibramos com a conquista, mas gradativamente a descartamos, e queremos uma maior, e o mais agravante, é que as vezes ainda nem saímos do calor da conquista, e já a congelamos, somos de uma frieza assustadora, e é nesse momento que a insatisfação cresce dentro de nós.
     Importante não confundir a insatisfação, com o desejo de conquistas, as conquistas que são valorizadas, as taças são polidas e nunca jogadas fora. No caso da insatisfação, as conquistas perdem o valor, e é esse sentimento de desprezo que alimenta outros monstros dizimadores da humanidade, a ganância, o orgulho, o egoismo, e seus seguidores do sub mundo.
     Quantas pessoas que dividiam o salário com o valor do aluguel, conseguem uma casa própria, e a lógica deveria ser de agradecimento, mas contrariando a lógica, reclama porque a casa não é em um bairro nobre, ou porque não tem uma bela piscina, ou um jardim. Antes possuía uma bicicleta, e conseguiu comprar um fusca, mas bonito mesmo, é o camaro do patrão, quando criança, bebia água guardada em uma quartinha,. e agora tem um refrigerador de novo para as crianças, mas com tudo isso é ignorada, porque não é uma frost free.
     Sabe, aquele dinheiro extra do décimo terceiro, comprou presentes, pagou algumas dívidas, mas ainda sobrou para comprar frango, pernil, sidra, chocolates, refrigerantes, algum tipo de bebida, e não fica feliz, porque viu na internet pessoas comprando bebidas importadas, presenteando outras com carrões, mansões, e até ilhas. Então o monstro da insatisfação se delicia, cresce, se abastece com esses sentimento pequenos, destruidores, e vai se alastrando no mundo, de uma forma avassaladora e incontrolável.
     A insatisfação, se alimenta diariamente de nossa reclamação. Porque ganha pouco, e se esquece não nem emprego tinha, porque acorda cedo para trabalhar, enquanto muitos nem conseguiram dormir, reclamamos do ônibus lotado, e esquecemos que algumas pessoas caminham a pé, porque estão sem dinheiro, sem passe card, sem emprego e sem perspectivas, ah, ficamos insatisfeitos porque aquelas postagem teve muito mais curtidas do que a nossa, er aquilo estragou nosso dia.
     Paciência, estragar o dia por isso, reclamos do calor, mas quando o sol não aparece, reclamamos porque esta fazendo frio, e se chover molha a gente, mas sem água ninguém vive, mas molhou o cabelo, e esquece que a garganta seca de sede, é um problema bem maior.
     Eu hein? Vou parar de fazer comparações, vão reclamar que estou exagerando, nem vão ver que por alguns instantes eu consegui me livrar do monstro da insatisfação, que está esperando eu ficar insatisfeito porque não leram a postagem no site. Ah, se lerem e gostarem vou ficar feliz, se isso não acontecer, o monstro da insatisfação vai ficar triste, me lembrei que tenho todos os motivos para comemorar essa postagem, é uma conquista, quando criança, eu não tinha  nem net, nem site, mas tinha muita alegria, esperança, saúde, família, amigos, o tempo me separou de amigos, de familiares que nunca vou esquecer, mas continuo feliz, porque no decorrer desse tempo eu aprendi a agradecer mais de que reclamar.
     Ia esquecendo de contar para vocês, o monstro da insatisfação não gosta de mim, mas eu entendo perfeitamente isso, mesmo porque não conseguimos agradar a todos.

     Ass.  Maninho.


Postar um comentário