quarta-feira, 13 de maio de 2015

NOSSA ESTRADA

     Precisamos aprender a caminhar, nessa estrada sem fim, somos apenas viajantes e dada mais. No começo é sempre difícil, ou melhor, nessa estrada não existe nada fácil, do começo ao fim, será sempre de muita luta.
     Em nossas primeiras quedas, misturamos nos sangue ao pó da terra, e descobrimos o gosto salgado da lágrima. Olhamos para cima e vemos pessoas enormes, e pensamos: Será que eu vou conseguir crescer tanto assim? Se eu ficar assim tão forte não vou cair novamente, e de repente nos levantam, pegam em nossa mão e nos ensinam a andar. Outros ficam olhando, e esperam que a gente se levante, e nos ensinam a ficar em pé.
     Começamos a crescer, e para nossa surpresa, os desafios crescem mais ainda. Cair e levantar parece um projeto de quem fez a estrada, no chão vemos as marcas de quem já passou, e quando conseguimos nos levantar, vemos o horizonte infinito. Essa é a estrada por onde temos que passar, não existe um só atalho, ou caminha para poder conseguir, ou para e ver os outros passarem.
     O caminho é muito longo, e quanto reclamamos, mais distante ele fica. A estrada é bastante larga, mas existirão trechos estreitos que vai exigir da gente muita dedicação, precipícios e armadilhas por todo lado, Não devemos nos assustar, todo mundo vai passar por aqui, vamos seguir em frente, e se encontrarmos alguém sentado a beira da estrada, estenda a mão e convide-o para recomeçar a caminhada.
     Nunca seremos fortes o suficiente, para concluirmos nossa jornada sem cairmos ou sem pararmos, é impossível que alguém consiga, por isso precisamos de força e de perseverança, podemos ter uma certeza, em nossa caminhada, nunca estaremos sós, uma cruz acompanha cada um de nós.
Alguns por desconhecerem a importância da mesma, até tentam se livrar ou transferir, nem sabem que todos nós iremos precisar da mesma, ela é a ponte que precisamos no fim da estrada, sem ela não conseguiríamos chegar ao nosso destino.
     No início de nossa jornada somos acompanhados, pessoas que nos amam, ou que gostam da gente, estão sempre por perto, mas o ciclo da vida vai nos separando das mesmas, mas aprendemos com elas que não podemos parar, a vida continua, e a estrada que se apresenta, ainda tem muito chão pela frente, temos que andar. Terão dias cansativos, as pernas dobram e parece não poder com o corpo, mas quando éramos crianças e caimos pela primeira vez, as pernas também dobraram e conseguimos ficar em pé.
     Agora é bem diferente, já avançamos muito na estrada, e já sabemos andar, e por mais cansado que possamos estar, sabemos que não podemos parar. Em algum lugar dessa estrada, tem uma reserva para cada um de nós, essa reserva vai acumulando na proporção em que avançamos na estrada,um viajante que acompanha todo o nosso percurso, vai nos ajudar a encontrar, agora é só esperar que na nossa reserva, tenha aquilo que estamos precisando, eis a importância do que fazemos em nossa caminhada.
     Para quem estiver começando agora, boa sorte e muita atenção, a estrada é longa demais, para quem estiver terminando, muita esperança e muita fé, não desista, levante a cabeça, olhe atentamente, e verá o horizonte.

     Ass.  Maninho.

Postar um comentário